XXII Jogos da Matemática  - Ano Letivo 2019/2020


Regulamento


1. Disposições Gerais

  Os Jogos da Matemática revestem a forma de um concurso inter-equipas de resolução de problemas de Matemática, dirigido a alunos que frequentam cursos profissionais nas Escolas Profissionais. Visam essencialmente incentivar e desenvolver o gosto pela Matemática, fazendo recurso ao engenho e imaginação dos alunos.


2. Concurso

  Os Jogos da Matemática decorrem em três fases. As duas primeiras fases são realizadas ao nível de cada escola participante, tendo por objetivo o apuramento de uma equipa, que representará a sua escola na terceira fase, a final nacional, que terá lugar este ano na Eptoliva - Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil. 


3. Constituição das Equipas

  As equipas deverão ser formadas por 6 elementos. Em caso de dificuldades de logística, nomeadamente o transporte dos alunos para a final, este número poderá ser de 4 elementos (no mínimo). O ano e o curso dos alunos não deverão ser tomados em conta na elaboração das equipas. Os elementos de cada equipa deverão eleger um capitão.


4. Regras de Participação

 4.1. A elaboração dos enunciados das provas, em cada uma das três fases, os critérios de correção e a respetiva cotação são da responsabilidade da escola organizadora;

 4.2. As provas chegarão às escolas participantes, no mínimo, três dias antes da data de realização das mesmas, sendo responsabilidade de cada escola a sua reprodução;

 4.3. As provas serão resolvidas pelas equipas participantes numa sala vigiada por um docente que assegurará a não interferência entre as mesmas;

   4.3.1. As escolas participantes são responsáveis pela correção das provas nas duas primeiras fases;

   4.3.2. A classificação das respostas deverá ter em conta o rigor lógico, clareza e originalidade das respostas; 

   4.3.3. Cada questão corretamente resolvida terá a pontuação máxima. Em caso de empate, serão aplicados, sucessivamente, os seguintes critérios de desempate:

     • Menor tempo gasto na resolução;

     • Originalidade das respostas.

  4.4. No final da segunda fase, será responsabilidade de cada escola participante o apuramento da equipa vencedora;

  4.5. Na final dos Jogos da Matemática, cada equipa participante deverá ser acompanhada, pelo menos, por um professor de Matemática, que fará parte do júri da final;

  4.6. O docente responsável pela vigilância da sala deverá ler aos alunos, antes do início da prova, as seguintes considerações:

   • A duração máxima da prova será de 90 minutos;

   • Não é permitido o uso da calculadora, nem de outro aparelho que permita realizar cálculos de forma mecânica (tais como telemóvel, relógios digitais entre outros);

   • Não é permitida a consulta de apontamentos ou outros textos;

   • Se houver dúvidas na interpretação de alguma questão, devem ser explicitadas na prova, sem a ajuda do professor; 

   • A realização da prova é em grupo. No entanto, só será entregue uma única resolução por equipa;

   • O enunciado da prova não deverá ser utilizado para dar as respostas;

   • Será vencedora a equipa que obtiver o maior número de pontos. Em caso de empate serão aplicados os critérios de desempate citados anteriormente;

   • Na final nacional dos Jogos da Matemática, em caso de haver empate entre as equipas que ocupam o primeiro lugar, será realizada uma prova suplementar. Esta prova, que revestirá a forma de um desafio, será realizada em sessão pública, isto é, diante das restantes equipas.

  4.7. O valor da inscrição de cada escola participante será de €30 (trinta euros). Este valor será pago no dia da final (ou em data anterior, a comunicar a cada escola participante), na escola organizadora.


  5. Prémios

  Haverá prémios de participação para cada aluno que chegue à final, bem como um prémio para cada elemento das equipas que ficarem nos três primeiros lugares.